sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Baguá, Cristo e cada um que cuide de sua vida! rs



Eu sou uma admiradora do Feng Shui. Nunca fiz nenhum curso (ainda), tudo o que conheço, vem da internet e dos livros. Gosto da idéia de ser coadjuvante no equilíbrio das energias naturais, ter consciência de que posso interferir para o bem ou para o mal, me ajuda a ter uma postura mais otimista diante da vida. Fazia tempo que eu queria comprar um Baguá aqui pra casa, e finalmente encontrei o meu, em uma barraquinha de artesanato no pátio da Leroy Merlin. Olhei pra ele, ele olhou pra mim e senti que era "ele". Porque essas coisas tem que rolar boa energia já na compra, né? hahaha

O que é o Baguá? 
É um amuleto para ser utilizado do lado de fora da porta de entrada da casa, com o fim de atrair boas energias e afastar as energias negativas. <<<<<<< resposta simplificada. Maiores detalhes, aqui e aqui.

Ignorem a pintura vencida da minha porta, tá? ;)


E lá está meu baguá, na porta de entrada da minha casa. Acho esse simbolismo forte e bonito, a porta de entrada de nossas casas é tão importante, que até na Bíblia há relatos de amuletos sendo utilizados para proteção dos moradores. Na história da libertação do povo israelense do Egito, Deus orientou a Moisés que as famílias matassem um cordeiro e colocasse o sangue no umbral da porta, para que quando a morte passasse, não entrasse nas casas marcadas.

Os judeus até hoje utilizam a Mezuzá, um pergaminho fixado no lado direito da porta da casa ou estabelecimento, com a intenção de atrair a presença e proteção de Deus. Na Grécia e em países muçulmanos, o Olho Grego é muito utilizado na porta de entrada para afastar energias negativas. Enfim, são centenas de amuletos, centenas de culturas e apenas um fim: atrair energia positiva.

Mas Raquel (pergunta a velha ranzinza), você é cristã (embora não frequente igreja), como pode acreditar em superstição, e blá, blá, blá.... Não acho que seja superstição, mas uma simbologia. É claro que como cristã, Jesus é o modelo de tudo na minha vida e me sinto protegida Nele, mas como humana e habitante de um planeta regido por leis, dentre elas as leis da atração (ou semeadura, como quiser), preciso de símbolos para entender o funcionamento das coisas. O próprio Jesus mandou "dar a César o que é de César", numa referência clara de que humanos são sujeitos à leis humanas.

O Baguá para mim, é a marca de que se eu posso escolher, escolho sempre a POSITIVIDADE. E isso, por si só, já é uma grande lição.

Namastê!






Comente com o Facebook: