sábado, 15 de abril de 2017

Uma homenagem à Priscilla Araújo

Esse mês completa um ano da morte da Priscilla Araújo, do Minha casa, Minha vida, e esse texto é uma homenagem à ela. Priscilla foi uma das primeiras blogueiras que segui, lá em 2010 e sempre foi uma inspiração para mim. Eu não a conhecia pessoalmente, mas é engraçado como a interação online pode ser tão intensa quanto a interação pessoal, principalmente nesse segmento dos blogs de decoração: afinal, você entra dentro da casa das pessoas!



A história dela era linda. Uma filha muito desejada por uma mãe estéril, que recebeu a promessa de que geraria e então nasceu Priscilla. Conheceu Alexandre, viveu uma história de amor que deu em casamento, e foi criando cada detalhe da casa em que o casal viveria. Uma mão abençoada que transformava em talento tudo o que tocava, seja em casa, nas festas da igreja ou na lojinha virtual. Priscilla era incansável! Pensava nos detalhes, via potencial onde ninguém mais enxergava e transformava tudo em beleza e harmonia.



Como era linda sua casa! Como era aconchegante, várias vezes eu senti vontade de tomar um café com ela naquele ambiente cheio de amor. E então, veio o maldito câncer. Ela dividiu com seus leitores toda a luta contra a doença com uma força e uma determinação invejáveis. Eu realmente achei que ela venceria, tamanha sua fé e ânsia em viver. Afinal, era apenas uma moça de trinta e poucos anos, recém casada, recém formada e cheia de sonhos e projetos. Mas a vida nem sempre segue uma lógica, e Priscilla se foi. E eu senti, muito. Tanto quanto sentiria se perdesse uma de minhas amigas pessoais.



Ainda me pego pensando nela cada vez que vejo essa estampa floral rosa e azul.



Ainda visito seu blog e por mais que já tenha visto tudo, ainda me impressiono e admiro tudo que ela fez. Penso nela a cada transformação que faço aqui em casa.



Oro por seu marido e seus pais, porque se eu que nunca a vi pessoalmente me sinto assim, imagino como deve ser sofrido para eles terem-na perdido.



Esse post é só uma homenagem e uma forma de dizer que nem sempre temos dimensão do quanto impactamos a vida das pessoas que nos cercam. A Pricilla me inspirou a entrar nesse mundinho dos PAP's e Diy que a gente ama e que no meu caso, acabou virando profissão. Me inspirou também a ser uma dona de casa melhor, a cuidar do meu lar com amor e capricho. Eu sinto falta dela, estou emocionada enquanto escrevo isso. Um dia, no outro lado, eu vou abraçá-la e lhe dizer tudo isso pessoalmente. E finalmente, vamos tomar aquele café.


Comente com o Facebook: