quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

O sentido é sentir!





Eu sou uma pessoa que vive buscando o sentido das coisas. Apesar de ser alguém extremamente passional, preciso de significados para me sentir segura. Essas questões me atormentam: qual o sentido de continuar acordando cada manhã, porque estou aqui, qual a importância da minha vida. Conversando com minha terapeuta sobre isso, ela me deu uma resposta que me tranquilizou um pouquinho. Ela disse essas palavras que bateram fundo na minha consciência: "Por que você precisa achar algum significado para sua vida? Você realmente acha que todas as demais pessoas do mundo já encontraram respostas? O fato de você achar que deve significar algo, não seria uma espécie de sentimento de superioridade?"




Parece incrível, mas a falta de respostas me pacificou a alma. Se não há respostas, não serei eu quem criará as perguntas! A minha vida não é mais importante ou significativa do que a vida da mulher de dois mil anos atrás, que viveu, amou, sofreu e se perguntou qual a razão de estar aqui. O mundo continuou após a morte dela e com certeza continuará após a minha morte também.





Madre Teresa de Calcutá disse uma vez que "para fazer algo para promover a paz mundial, vá para casa e ame sua família". Eu concordo absolutamente com ela, se cada um de nós parasse de pensar no quanto somos insignificantes, que não produzimos nada para a posteridade, e nos focássemos simplesmente em amar aqueles que nos são importantes, começando por nossas famílias, que impacto essa ação geraria no mundo? Uma geração saudável emocionalmente não seria o maior legado para a humanidade?





Minha vida não tem sentido, continua sendo uma sucessão de dias. Não sou notável, não criei nada transformador. Mas eu tenho desistido de encontrar sentido e procurado viver criando meus próprios significados. E isso inclui: cuidar mais de mim, amar meu marido, criar um ambiente saudável e acolhedor na nossa casa, valorizar os meus amigos, oferecer ajuda a alguém, sempre que possível. E acho que no fundo, o sentido da vida não está em nós mesmos, mas no que significamos para o outro. Não perca tempo buscando o sentido, apenas sinta.

Beijos e preparem-se para um 2015 cheio de significados!


Imagens: www.redbubble.com, www.rikshawdesign.blogspot.com.br, www.hollylisle.com, www.welke.nl




Comente com o Facebook: